Decorar Um Escritório De Advocacia

Como decorar um escritório de advocacia?

Você sabia que decorar um escritório de advocacia pode ser o diferencial que o seu negócio precisa para crescer?

O advogado é o profissional que defende os direitos de pessoas físicas e jurídicas. Seu papel na sociedade é tão importante que ele precisa cuidar da própria imagem em todas as vertentes – do guarda-roupas ao marketing.

Nesse sentido, uma das grandes preocupações dos advogados é trabalhar em um espaço que seja capaz de transmitir a confiança necessária aos clientes. Confira algumas dicas para decorar um escritório jurídico com sucesso!

Pense nas suas necessidades ao decorar um escritório de advocacia

Antes de pedir para que um arquiteto elabore um projeto de decoração, é essencial que você reflita sobre as principais atividades que os profissionais do seu escritório realizam no dia a dia.

Além do próprio espaço de trabalho regular, empresas desse tipo tendem a precisar de recepção, sala de reuniões e, se você julgar conveniente, copa. Calcule as dimensões dos espaços de acordo com a importância de cada um.

Garanta a circulação das pessoas

Ao longo do dia de trabalho, os profissionais do seu escritório, provavelmente, deixam as mesas para receber clientes e procurar documentos importantes nos arquivos, não é mesmo?

Portanto, é preciso garantir que eles se movimentem sem grandes dificuldades. Tenha todas as medidas do imóvel em mãos para discutir com o seu arquiteto quais são as melhores estratégias para valorizar a circulação pelo espaço.

Defina uma boa paleta de cores

Ao decorar um escritório de advocacia, a maioria dos profissionais dessa área recorre aos tons sóbrios para transmitir seriedade e segurança aos clientes. Embora essa premissa seja válida, é preciso tomar cuidado com as escolhas.

Cores escuras – como preto ou marrom – podem acabar carregando o ambiente. Para deixar os clientes mais confortáveis para compartilhar seus problemas, dê preferência às cores como branco, bege e cinza.

Escolha móveis de qualidade

Para garantir o conforto de todas as pessoas que passam pelo seu escritório de advocacia, também é preciso caprichar na escolha do mobiliário do espaço. Mesas, prateleiras, estantes, cadeiras e sofás não podem faltar, por exemplo.

Para um melhor aproveitamento dos espaços – que são cada vez menores –, discuta com o arquiteto a possibilidade de encomendar móveis planejados. Também não deixe de levar a ergonomia em consideração nas suas compras.

Planeje a iluminação

Em um escritório de advocacia, a iluminação desempenha duas funções: promover a concentração dos profissionais e fornecer aconchego aos clientes. Sem contar que ela pode valorizar ou comprometer o projeto decorativo.

Na medida do possível, valorize a iluminação natural de cada um dos ambientes, e, também, desenvolva um sistema de lâmpadas artificiais que potencializem as atividades executadas nos cômodos.

Pode ser assim:

  • Salas de trabalho: luz branca central
  • Sala de reuniões: luz branca central e luz amarela difusa
  • Recepção: luz amarela central
  • Copa: luz branca central

Capriche na escolha dos objetos decorativos

Decorar um escritório de advocacia pode implicar na aquisição de itens nobres. É bastante comum encontrar empresas desse ramo que possuem acervos de esculturas, pinturas e vasos dignos de bons museus.

Mas é preciso tomar cuidado para que o espaço não fique pesado ou sisudo. Não exagere na quantidade de peças decorativas e acrescente itens que proporcionem um ar amigável ao espaço, como tapetes, plantas e livros.

Esperamos que tenha gostado dessas dicas para decorar um escritório de advocacia.

Em caso de dúvidas, fale com a Contri Contabilidade para advogados é uma das nossas especialidades!

Sucesso e até a próxima!

Confira as 5 ações que todo escritório de advocacia deveria adotar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *